191 palavras

As sensações eram intensas. Eu me sentia completamente absolvido por um abraço quente e agradável que permeava todo o local. Era, a principio, algo que nunca havia sentido antes, mas, com o tempo, pude me acostumar com todas as informações que ali advinham.

Pareciam que dedos tocavam-me a pele, depois sentia um toque suave dos lábios, uma sensação extasiante. Pelos deuses, o que era isto?

Em seguida veio uma explosão multicolorida que invadiu os meus olhos. Ondas pareciam se formar à minha frente e a cada deslocar destas um novo turbilhão de sensações que me tomava por inteiro.

Eu conseguia ver, sentir, ouvir, muitos outros que também estavam ali comigo, outros que conseguiam sentir esta sensação maravilhosa. Outros que estavam em êxtase para consigo e para com tudo ao seu redor.

Pelos deuses, aquele lugar era incrível. Voei por momentos a fio e soube que não era um mundo físico qualquer, pelo menos não algum que eu conheça. Vozes, rostos, cheiros que eu conhecia e tantos outros que desconhecia.

Não tinha outras palavras na minha mente sobre o lugar, mas muitos, em uníssono, falavam que aquilo é um Oceano de mentes.

10 comentários:

Aguinaldo disse...

- um cara perdido num ‘mar de mentes’ e....?
- faltou desenvolver, trabalhar melhor as sensações...

Ana Lúcia Merege disse...

Parece um conto em duas partes que acabou na primeira. A mesma narrativa em prosa poética teria funcionado melhor para descrever o oceano de fato.

Marcelo L. Bighetti disse...

Daniel, a idéia do Oceano de Mentes é fantástica. Creio que deveria explorar este tema de forma mais profunda que no texto apresentado onde vejo apenas uma "amostra grátis" do que pode ser desenvolvido. Parabéns.

Alvaro disse...

Muito bom. Mas parece um começo de algo maior.

Bruce Leo disse...

Se vc estivesse falando de um oceano físico, o conto seria menor. Mas a solução de um oceano de mentes ficou legal. Parabéns.

DanielFolador disse...

A idéia ficou legal e diferente, só faltou descrever melhor as sensações do personagem.

Daniel gomes disse...

É, se eu tivesse umas 10 páginas a mais, daria para desenvolver melhor! XD

Bruno Resende Ramos disse...

Para mim é um ótimo começo... Alguns elementos, se desenvolvidos aqui, poderiam render uma brilhante narrativa

Marcel Breton disse...

Concordo com os colegas. A descrição do oceano de mentes é ótima e merece mais espaço para que você possa desenvolvê-la completamente. Aliás, é uma ideia bem diferente.

Angela Nadjaberg Ceschim Oiticica disse...

Um oceano de mentes...A continuação dessa estória, pode trazer mais sensações de um lugar tão original desses.

Postar um comentário